Skip to content

Bons tempos hein !

Encontro ,por acaso, amigo  engenheiro  do Departamento de Estradas e Rodagens (DER-DF), que logo no preâmbulo procura saber do meu pai , “_vai bem obrigado!”.

Outrora foram concorrentes no ramo de instalações e posteriormente nos prestou relevantes serviços como projetista , excelente técnico que é. 

Não tem como a conversa não descambar para a crise que assola o setor da construção , crise que vem arruinando empresas decanas. Em segundos listamos algumas . Ocaso provocado por um misto formado por desrespeito do governo ,que não honra contratos, e organizaçao limitada das empresas, o que limita o raio de ação delas a obras regionais , tornando-as reféns de cliente único.

Segundo ele , embora  editais  sejam lançados, “_não aparece ninguém para a abertura de propostas .” É como morrer de sede cercado de mar, empresas sem obra e concorrências desertas. 

Me lembrou o Sr. Manoel Almeida, ex presidente do Sinduscon DF , que uma vez me contou , que antigamente precisavam convocar com urgência  algum colega empresário para levar correndo uma proposta para a concorrência pública , que do contrário seria anulada devido a presença de um único concorrente . Nesse caso havia era pouca empresa para muita concorrência , o preço era justo , para os dois lados  e o contrato honrado. 

-Quando crescer quero ser…bombeiro.

“_Antes aqui comigo trabalhando do que em casa soltando pipa.”, justifica o bombeiro a presença do filho de menor de idade , por causa do período de férias , num dos tantos bicos que pega. Havia mais dois filhos de operários nesta situação .

Não há como contestar seus argumentos ,”_Alguns dos amigos de meu filho , que até pouco tempo atrás brincavam dentro da minha casa , estão imprestáveis por terem se envolvido com drogas.”

No Estadao de 24 de janeiro uma matéria sobre desempregados que tiveram que recorrer a bicos para sobreviver , “Ao ficar desempregado há um ano e meio, o eletricista começou a fazer bicos e a pegar tudo que aparecia pela frente. A renda mensal saltou de R$ 1,8 mil para R$ 5 mil …”.  Há até um site especializado , o bicos on line.

Ao contrário do que ocorre em vários países desenvolvidos, aqui a educação profissionalizante não é devidamente valorizada, notadamente na construção civil. Todavia,  tornar-se um bombeiro ou eletricista é sim uma opção de carreira segura , e que bem encaminhada ,pode vir a assegurar o bom sustento de um cidadão e de sua família.

Se a economia vai bem, a construção civil também vai muito bem e o operário especializado terá garantido emprego formal de boa remuneração , com plena garantia de direitos sociais e trabalhistas .Se a economia vai mal , este operário migra para a informalidade , como o meu amigo bombeiro e o eletricista da matéria, onde sempre encontrará  vasto campo de trabalho, e bem remunerado !

Passar o ofício de pai para filho é um costume milenar , que foi desaparecendo a partir do advento da revolução industrial . Natural que persista  o costume numa indústria rudimentar e primitiva , como é  a  construção civil brasileira. Cabe ao setor organizado fornecer possibilidades para que estes filhos de operários , que já conseguiram, graças ao esforço solitário dos pais, livrarem-se do flagelo da marginalidade , tenham formação profissional de qualidade e tornem-se bons especialistas em ofícios tão nobres .

Engenharia Social 

No Estadao de 14 de abril a notícia de que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) divulgou lista dos cursos de direito que recomenda no Brasil. Como critérios, o desempenho dos alunos no concurso da Ordem e no exame nacional de desempenho do estudante (Enade) do ministério da educação (MEC), sao 78 escolas públicas e 61 privadas. 

Trata-se de excelente guia para alunos interessados em seguir esta importante carreira profissional , e melhor , em época de tamanha concorrência por vagas nas faculdades mais procuradas , normalmente as públicas , o interessado tem como escolher uma outra faculdade não tão concorrida , mas de boa qualidade . Se for particular , aí sim o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) torna-se de fato um investimento de menos risco em seu futuro.

Por exemplo, em Brasília há quatro faculdades listadas, uma pública e três particulares , sendo que uma das particulares listadas nem é das mais conhecidas!
Infelizmente não temos nada assim para cursos de engenharia …e olha que em anos recentes o aumento do número de faculdades de tecnologia criadas pelo Brasil afora foi exponencial ! Embora chanceladas pelo Ministério da Educação , são todas de bom padrão de qualidade? 
Na mesma edição do dia 14 de janeiro o Estadao destaca a premiação do Chileno Alejandro Aravena com o Pritzker de 2015 , considerado o Nobel da arquitetura mundial , já concedido em anos anteriores também aos brasileiros Oscar Niemeyer e Paulo Mendes da Rocha. Segundo relata a matéria , o presidente da fundação Hyatt,Tom Pritzker,  declara “Ele pratica uma arquitetura inteligente tanto em termos de projetos privados como de âmbito público e encarna o ressurgimento de um arquiteto mais comprometido com o social”. O arquiteto conhece o Pmcmv  , https://paraconstruir.wordpress.com/2015/08/06/uma-rua-como-aquela/.
Não sei se temos algum prêmio assim  para reconhecimento do trabalho da engenheiro ou da engenharia. Claro que neste caso o campo de ação é bem mais amplo; projeto, mecânica dos solos, saneamento , barragens …há uma grande variedade dentro de uma única área  .Engraçado que numa entrevista concedida  ao Globo de 14 de janeiro o arquiteto parece indicar que a engenharia tem muito mais evidencia que a arquitetura , particularmente acho o contrário .
Aqui perto da região serrana do Rio de Janeiro onde passo férias o assunto recorrente nos telejornais da cidade são os cinco anos decorridos da maior tragédia ambiental  brasileira de todos os tempos; os diversos deslizamentos de encostas na região de Nova Friburgo provocados pelas chuvas que assolaram a região no início do ano de 2011. Para variar , muitas (a maioria?) das obras de edificação e infraestrutra prometidas ou necessárias não foram executadas.

Agora mesmo que redijo este post , a notícia de que agora mesmo, neste final de semana, uma drenagem clandestina foi a responsável pelo deslizamento de um trecho de talude  , que provocou a destruição completa do único posto de saúde  que atendia uma determinada região da cidade . 

Penso aqui se entidades , associações , Creas, clubes de engenharia , faculdades não perderam uma grande chance de serem produtivas e darem algo em troca para uma sociedade que investe bastante nos profissionais e estudantes que representam e deles aguardam retorno.  

Como pegar um bom jacaré.

O movimento sugerido ao interessado em pegar um bom jacaré é o de aproximação à onda. 

O encaixe do corpo deve se dar na metade inferior da onda , entre a base e o centro . O posicionamento ideal é no segundo quarto .

Não precisa correr açodadamente , basta caminhar na direção da onda e aguardar que vá tomando o formato característico da  letra “c”. 

Mas terá de entrar antes que ela forme  crista, momento facilmente perceptível pelo acúmulo  de espuma no topo da onda . 

Perde seu tempo aquele que entra na onda quando a mesma já formou crista e iniciou  corrida de desintegração rumo à areia . 

Comumente o interessado em pegar jacaré , em vez de ir de encontro à onda , nada vigorosamente em direção à margem à espera que ela o envolva.  Quando o encontro ocorre , seu corpo quedará posicionado entre o centro e a crista da onda , instante em que  ela já está perdendo e transformando-se num turbilhão de espuma . 

A onda simplesmente o chacoalhará, como se fosse roupa numa máquina de lavar .   

Nadar escandalosamente rumo à margem assim que vê a onda surgir  pode até valer pela festa , mas não serve  para pegar bom jacaré . 

Por outro lado , se fizer conforme se explica nos dois primeiros parágrafos , não será necessário sequer bater as pernas , pois a onda o transportará suavemente ,como se seu corpo fosse uma prancha montada por um ás do surf .

  

Tolstoi 

No Globo de 02 de janeiro a notícia de que um dos netos do escritor russo Tolstoi , o francês  Vassia Tolstoi, mora no Rio de Janeiro onde exerce uma grande diversidade de funções ou profissões; gastronomia , moda arte, design,propaganda , cinema . O tema da matéria é uma série fotográfica que está fazendo com personagens da praia de Ipanema . Ao término , o trabalho será publicado em ebook .

Casado há mais de dez anos  com uma brasileira, a matéria assunta para a probabilidade de que em breve será brasileiro um dos descendentes do grande escritor, o que não é nada , não é nada …,não é nada mesmo .

O avô não era tão versátil quanto o neto , mas nem precisava , como escritor foi um dos maiores de todos os tempos. Ana Karenina talvez seja o romance mais conhecido , mas Guerra e Paz é uma epopeia , seminal . 

Comecei a ler clássicos da literatura já entrado nos anos  , gostei tanto que cheguei a pensar que ,se tivesse assumido o hábito mais jovem ,minha vida teria mudado .

Parece exagero , mas no Estadao de 10 de janeiro a história “dos Círculos de Leitura , programa do Instituto Fernando Braudel , que atende alunos de escolas públicas em São Paulo e em 34 cidades do Ceará…O programa forma grupos de 8 a 12 alunos . Sentados em círculo, eles lêem clássicos ,pausadamente em voz alta alguns parágrafos e correlacionam o texto com suas vidas.” 

Já mudou a vida de bastante jovens da periferia , “iniciado em 2000 , o programa já produziu uma geração de jovens adultos que ocupam posições de destaque em grandes empresas.” 

E sobre a importância de Tolstoi? Eefiro-me ao avô; Segundo a matéria ” Nos últimos dois anos , ex-multiplicadores se reuniram em sábados alternados para ler Guerra e Paz , de Leon Tolstoi”.

Também recomendo …

Rs Rs

-Leu lá no Globo de sexta e sábado , 08 e 09 de janeiro a troca de mensagens entre o presidente da Câmara e o empreiteiro ?

– Li , vergonhoso e revoltante ….

-Pois é…meio envergonhado por estar pedindo dinheiro , grotesco . Tão poderosos por um lado e tão medíocres  por outro .

-Rs Rs

– E o prefeito pedindo ajuda também ?

-Pois é …como se o empreiteiro tivesse grande poder frente às bancadas . Mas justificou-se dizendo que pedira ajuda a mais de 100 pessoas .

– Mas ter o empreiteiro dentre aqueles que pode contar é meio non sense. A gente imagina que na verdade é o empreiteiro que precisa do político .

-Mas precisa do político pra quê? E o prefeito precisa do empreiteiro pra que ? 

-Pois é…Como se vivessem num mundo à parte .

– E vivem …

– 5 milhões na bucha , de uma vez só para um candidato !

– Este dinheiro colocaria em dia as contas de muita empreiteirazinha , quebradas por estarem a mais de um ano sem receber.

– Virou um ciclo vicioso . O estado ,sem dinheiro, vê nas empreiteiras , grandes e pequenas , uma espécie de financeiras meio às avessas . Toma o dinheiro emprestado , na forma de obras feitas relativamente no prazo , e paga quando puder , sem juros e correções …

-Quando não exige desconto…

– No caso de grandes obras parece ser difícil conquistar o direito de construí-las sem contar com a ajuda de “padrinhos”, que posteriormente contam com a retribuição , notadamente no período de eleições . 

– Aí o desespero , pois são tantas obras e tantos a quem ajudar ….

– Que não há caixa que aguente…

– O jeito é elevar o BDI da próxima …

-Por falar em BDI , lembro que na década de 1970 a transamazônica marcou o período de grandes obras como exemplo de projeto de engenharia mal feito . Maculou por muito tempo outros , que embora até megalomaníacos , cumpriram seu papel social.

-Sim , mas e daí…

– Daí que nesse mangue de agora os exemplos de qualidade questionável de projetos pululam ; Abreu Lima , Ferrovia leste oeste , Belo Monte , monotrilho …todos e mais alguns constantemente são alvos de críticas técnicas fundamentadas .

– É verdade . 

-Empreiteiro mal na fita nem é novidade , ruim será quando cair a ficha e a sociedade cobrar das entidades de classe de engenharia o porque de tanto projeto de baixa qualidade técnica 

-Rs Rs

-Rs Rs nada , 😭.

Rio olímpico – o elevado da perimetral.

Mais adiante o elevado da perimetral demolido . Já havia visto a filmagem da implosão pela TV , mas de perto , da janela do ônibus que vai rápido no dia de feriado , é diferente . 
Me veio à lembrança  aqueles penhascos corriqueiros em quase todos os desenhos clássicos da Disney. À frente o valão claro, em vez do ermo encoberto e inabitado de outrora ,um horizonte de oportunidade.
O Rio, como Simba, Mogli , Branca de Neve …, na ponta do desfiladeiro . Que novo mundo virá?
No Globo de sábado , 02 de janeiro, o artigo do arquiteto Sergio Magalhães “entre as obras do prefeito Eduardo Paes, avalio que a derrubada do elevado da Perimetral seja a de maior potencial positivo para a cidade…ao admitir derrubar o elevado , o projeto Porto Maravilha viabilizou o aproveitamento da área portuária pra novos usos …A Praça Mauá ressurgiu com o Museu de Arte Moderna e o Museu do Amanhã a consolida como polo de cultura . Oxalá o edifício d’A noite , o primeiro arranha-céu , seja recuperado em breve …De mar a mar , da Mauá ao MAM, são dois quilômetros …É o espaço mais denso de cultura de história e de patrimônio , com enorme vitalidade política e econômica.”

No Estadao de 04 de janeiro, “a recessão deve ofuscar os benefícios da olimpíada ” . Mas isto vale para o país como um todo e não para a cidade ,que já recebeu investimentos na ordem de R$ 40 bilhões de reais , e, a despeito de toda a picaretagem que deve estar embutida nesta quantia , tem a oportunidade de obter para si um final Disneylandiano.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 598 outros seguidores