Skip to content

Alphaville Brasília

03/09/2010

Nova cidade em Brasilia?

Desde sua inauguração o empreendimento Alphaville na divisa Brasília-Goiás tem levantado muitas discussões. Fatores como alto custo do terreno, distância do centro de Brasília, área de implantação levantam ressalvas entre os que não conhecem a fundo a essência do projeto.

Matéria publicada no Valor de 02 de setembro não deixa dívidas quanto às reais pretensões da empresa, “Um terreno de 21 milhões de metros quadrados que abrange Brasília e Goiás – que corresponde à metade do Plano Piloto ou mais de 2,5 mil estádios de futebol como o Morumbi – é o grande projeto, em todos os sentidos que a palavra consegue abranger, da Alphaville Urbanismo.”

“A ideia é tão simples, quanto difícil e ousada: reproduzir, fora de São Paulo, o sucesso do empreendimento de Barueri, o primeiro Alphaville, criado há mais de 30 anos e que carrega na marca o conceito implícito de qualidade de vida. Um imenso descampado nos anos 70, sem qualquer valor comercial, que se transformou numa das áreas mais valorizadas de São Paulo.”

Não se trata meramente da venda de terrenos com infraestrutura para construção de casas como os Alphavilles tradicionais, mas o de construir uma nova cidade. “No Alphaville de Barueri hoje moram 75 mil pessoas e trabalham 160 mil. Por conta de Alphaville, o município de Barueri já é o oitavo PIB do país. Atualmente o metro quadrado de terreno residencial no Alphaville 1 custa cerca de R$ 1,5 mil. Se for área comercial, pode chegar a R$ 4 mil.”

No caso de Brasília “Além da venda dos lotes para a construção de casas – no modelo típico de Alphaville – esse tipo de projeto prevê a negociação de terrenos maiores para incorporadoras que possam fazer prédios residenciais e comerciais ou até casas prontas. “A nossa preocupação está na geração de valor de longo prazo para o morador”, afirma Rodrigo Osmo, presidente da Alphaville. A empresa está negociando com universidades, postos de gasolina e shoppings para dar mais fôlego e despertar interesse pela região. De acordo com Osmo, a empresa considera, inclusive, a possibilidade de subsidiar a ida dessas companhias de serviços para lá. “Podemos alongar o prazo de pagamento de terrenos”, diz.”

A despeito da vasta área do empreendimento “que reuniu três antigas fazendas e tem três vezes o tamanho do Alphaville Barueri, foi totalmente adquirida em dinheiro – a companhia, nas mãos da Gafisa, que detém 80% do capital e até 2012 compra os 20% remanescentes, no entanto, não revela o valor investido.” Quanto ao prazo de regularização, “Em Brasília demorou quatro anos, mas começou por Goiás, onde a situação das terras é menos complicada do que Brasília.”

Os primeiros resultados das vendas parecem demonstrar o acerto da opção “A primeira fase, com 861 mil m2 e 498 unidades, foi vendida em uma semana a R$ 460 o metro quadrado. Hoje, segundo Osmo, o metro quadrado já está sendo vendido entre R$ 600 e R$ 700. A empresa investiu R$ 52 milhões na preparação do terreno e infraestrutura da primeira fase.”

Caro? Nem tanto, “A Alphaville pretende aproveitar a escassez de espaços em Brasília e o alto preço do metro quadrado – dentro do plano piloto na região Noroeste, a última a ser implantada, o preço do metro quadrado está acima de R$ 12 mil.”

Os números da “Nova Cidade”

  • Fica na divisa entre Brasília e Cidade Ocidental (GO)
  •  Área total de 21 milhões de m²
  •  Área total da primeira fase de 861 mil m²
  •  498 residências e 02 conjuntos comerciais estão previstos na primeira fase
  •  Lotes vendidos à R$ 460 reais o m² na primeira fase
About these ads
One Comment

Trackbacks & Pingbacks

  1. Os números de 2010 « Para Construir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 305 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: