Skip to content

As notícias ruins para as cimenteiras continuam a aparecer.

A Cooperativa de Compras do Ceará ( COOPERCON CE) já foi acionista minoritária de uma grande cimenteira nordestina. A julgar pelo tom da matéria publicada na matéria do Estadão de 28 de julho deve ter feito um bom negócio ao vender a sua participação na época em que as vendas de cimento superavam dois dígitos ao ano.
Tomando como personagem principal a “Intercement” do grupo Camargo Correia, segundo colocado no ranking nacional de vendas de cimento, a matéria mostra que o cenário mudou. A empresa reduziu pela metade a previsão de investimento e das quatro fábricas que inauguraria duas apenas serão concluídas , a controladora alega que a ação tem mais a ver com redução da dívida e consequentemente da alavancagem, 3,3 vezes o Ebtida , alta demais na avaliação do mercado, do que com a deterioração do cenário macroeconômico.
Outras cimenteiras seguiram o exemplo e a única que mais que manter pretende mesmo é ampliar os planos de investimento embora também esteja bastante alavancada, 3,12 vezes o Ebtida, é a Votorantim , que por sua vez é exemplo maior de outro pesadelo , o que envolve as empresas que foram condenadas pelo Conselho de Acompanhamento de Desenvolvimento Econômico (CADE) e que deverão pagar multa de R$ 3,1 bilhões de reais além de abrir mão de parte importante de seus ativos.
Enquanto uns são obrigados a vender outros se prepararam para comprar . A mega fusão envolvendo as duas maiores Cimenteiras do mundo , Holcin e Lafarge , as obrigou a se desfazer de seus ativos no Brasil e abriu a possibilidade de entrada de novos rivais num mercado que já conta com 18 grupos concorrendo e mais 09 entrando nos próximos cinco anos.
Com a demanda estagnada e tantos fornecedores com fábricas funcionando aquém do nível ideal de utilização a má notícia derradeira é mesmo a provável queda no preço do saco de cimento, neste caso má noticia para as cimenteiras.

Burocracia Verde

No editorial de 28 de julho do Estadão a informação de que mais de dez por cento do custo da construção das duas grandes barragens da bacia amazônica estão relacionados à compensação ambiental; Santo Antônio no Rio Madeira com investimento de R$ 20 bilhões de reais e gastos com sustentabilidade de R$ 2 bilhões de reais e Belo Monte com investimento de R$ 25,8 bilhões de reais e gastos com sustentabilidade de R$ 3,7 bilhões de reais.
R$ 6 bilhões de reais é muito dinheiro em qualquer lugar do mundo e se bem aplicado ajuda a mudar para melhorar a situação de qualquer lugar, tomara que seja o caso.

Os dez anos de Maria Luiza

Minha máquina fotográfica é ainda daquelas de filme e normalmente quando vou revelá-los , às vezes anos depois , surpresas acontecem afinal nem me lembro mais o que fotografei com aquele filme.
Semana passada ,apreciando fotos recém reveladas, deparei-me com as do aniversário do ano passado de minha filha Maria Luiza e dentre elas estava esta na qual posava ao lado de meu irmão, seu tio e padrinho.
Hoje ela completa dez anos e posto esta foto em homenagem a ela, ao padrinho e a toda a família que queria muito que ele estivesse novamente presente ao lado dela e que sabe que lá de cima ele a olha com o mesmo carinho que lhe dedicava aqui na terra.

20140728-100212-36132835.jpg

Pobre Engenharia

No Estadão de 23 de julho a noticia de que o projeto do bloco que amparava as estacas de um dos pilares do viaduto que desabou em Belo Horizonte durante a copa do mundo previa apenas 10% da armadura necessária , falha descoberta por consultoria contratada pela empreiteira para detectar o porque da tragédia.
É possível que não haja tanta ferramenta a disposição das empresas como hoje para que a gestão de projetos seja realizada da forma completa e dentro de critérios rigorosos de segurança e é impactante sobre todos os aspectos pensar que uma nao conformidade técnica como a relatada no parágrafo de introdução deste post possa ter passado pelo crivo dos profissionais envolvidos, projeto e obra inclusos .
Democratizou-se o processo de falhas grosseiras, o que se pensava poder ocorrer apenas em obras de menor porte tocadas muitas vezes sequer por um engenheiro em tempo integral ocorre também no projeto de uma obra emblemática de mobilidade e relacionada com a Copa do Mundo.
Não resta dúvidas de que a tecnologia aplicada tem tudo para melhorar a vida do engenheiro moderno ,todavia o que se vê cada vez mais é a falta de cuidado na análise e crítica dos documentos que servirão de base para a construção do empreendimento, a terceirizacao em favor da máquina.
No caso da obra em Belo Horizonte é possível que o erro de projeto tenha se repetido para ao menos dez outros pilares , não dá para imaginar o prejuízo de imagem para a construção civil nacional.
Profissionais cada vez menos preparados nas universidades, tempo reduzido para aprendizado na obra , concentração em serviços de escritório, foco excessivo em prestação de contas e ajustes de planilha , peregrinação pelos órgãos da administração pública …de nada adiantará BIM, Lean, PBQPH e demais traquitanas se a empresa e/ou profissional perdem o foco rela do negócio , a qualidade técnica , a segurança, o desempenho , da obra pela qual são pagos para executar.

Terceirizacão

No Valor de 23 de julho a luz no fim do túnel. Caberá ao Supremo Tribunal Federal dar o parecer final acerca da questão da terceirização pois terá de analisar agora dois processos afeitos ao tema, um relativo à com base no julgamento de dois processos relativos ao tema que à casa chegaram.; um envolvendo condenação de empresa no ramo de celulose e outro terceirizacao de call center.
No Tribunal Superior do Trabalho(TST) onde transitam atualmente mais de vinte mil processos afeitos ao tema os empresários sempre perdem.
De forma geral os empresários são a favor da terceirizacao, pois entendem que favorecem a abertura de empregos , garante maior possibilidade para a excelência na qualidade do trabalho uma vez que a empresa especializada pode investir mais e melhor naquilo que é o escopo da empresa. Já a maioria dos representantes dos trabalhadores e o Ministério Público do Trabalho (MPT) entendem que uma lei neste sentido consolidaria a discriminação entre trabalhadores e a degradação do emprego.
Na Construção Civil esta decisão terá um impacto relevante dadas as características do setor, numa única obra inúmeras especialidades interagem e a verticalização seria tarefa possível para grandes construtoras.
A resposta para o conflito pode ter sido dada em outra matéria na mesma edição do Valor de 23 de julho, a que informa que em 2011 27% do PIB nacional foi produzido por micro e pequenas empresas , em 2001 a proporção era de 21% do PIB, que contrataram 52% da mão de obra formal e arcaram com 40% da massa salarial. Em vez de conter ou tutelar esta força toda de empreendedorismo não seria melhor que o governo cuidasse de punir abusos cometidos ?

Λαγαδακια

53670005

Υγεία σας Λαγαδαγιοτις,
Δεν βγικα απο Καραβι αλλα πολι απο μας ετσι το κανανε απο παλια
Σας αφισω κιολας και για ολι της σιγνισμας αυτο το ποιμα του Καβαφις ….

ΟΣΟ ΜΠΟΡΕΙΣ

Κι αν δεν μπορείς να καμεις την ζου σου όπως την θέλεις ,
Τούτο προσπάθησε τουλάχιστον
Όσο μπορείς : μην την εξευτελίζεις
Μες στην πολλή συνάφεια του κόσμου
Μέσα Στές πολλές κινήσεις κι ομιλίες

Μην την εξευτελίζεις πηαίνοντας την,
Γυρίζοντας συχνά κ’εκθετοντας την
Στων σχεσεων και των συναναστροφών
Την καθημερινής ανοησία
Ως που να γίνει σας μια ξένη φορτική.

ευχαριστούμε πολι και του χρόνο να είσαμε πάλι μαζί

Homenagem a Meu Pai

Aos doze anos meu pai deixou a ilha em que nasceu para que pudesse prosseguir os estudos e aos dezoito embarcou para o exterior, opção tomada por pelo menos um membro de quase toda a família grega durante a maior parte do século passado dadas as difíceis condições de vida do país no período.
No Brasil como responsável que das instalações elétricas do Congresso Nacional prometeu ao então presidente da república Juscelino Kubitschek num encontro ocasional durante visita de rotina do mandatário à construção que no dia da inauguração da capital o prédio estaria todo iluminado…e cumpriu.
Logo que a cidade de Águas Lindas de Goiás se municipalizou há cerca de vinte e cinco anos atrás construiu um loteamento regularizado e dotado de infraestrutura completa ,exceção feita a rede de esgoto, que logo atraiu para a região os principais bancos de varejo e redes de lojas populares e há dois anos entregou, juntamente com um grupo de Goiânia, um shopping center moderno para os moradores.
Pelo empreendedorismo demonstrado desde então a câmara municipal da cidade homenageou-o no último dia 30 de junho com título de cidadão honorário.
O fato de um expoente da política nacional ter sido também condecorado naquele dia engrandece ainda mais a homenagem , cada um , trilhando caminho próprio conquistou o reconhecimento daquela cidade.
Acho que se meu pai pudesse contagiar um futuro mandatário de nossa cidade, estado ou país com seu exemplo seria sensibilizando-o para que tivesse com tudo aquilo que construísse o mesmo carinho e responsabilidade que ele tem pelo que ele constroi.

20140723-183005-66605287.jpg

20140723-182956-66596660.jpg

20140723-182959-66599642.jpg

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 311 outros seguidores